O caminho para o pulso

Aristo Vollmer, Alemania|Todos os produtos

No princípio só havia o metal

Máquina de metal Vollmer

Através de um trabalho que possuem até 85 etapas a matéria-prima é transformada pelas mãos de uma equipe composta por ferramenteiros, ouvires, assistentes de produção, metalúrgico, polidores e engenheiros de produção. A variedade de braceletes produzidos pela Aristo Vollmer em Pforzheim vai desde o mais esportivo e robusto até o mais elegante.

"Trabalhamos com 30% de aço inoxidável , 20 % de titânio e 20 % de prata. O resto dos metais que usamos não são preciosos, como cobre e prata alemã", contou Hansjörg Vollmer, co-proprietário e neto de Ernst Vollmer, o fundador da Aristo Vollmer em 1922.

Esta empresa de grande tradição possui altos padrões individuais em relação à qualidade das matérias-primas. Segundo Hansjörg Vollmer: "um em cada dez braceletes para relógios que são fabricados aqui é feito de sólidas unidades individuais. Este método custa mais tempo e dinheiro do que os métodos convencionais.O mercado em grande maneira exige que os produtos possuam um preço razoável, por isso utilizamos uma chapa metálica dobrada que é pressionada, perfurada e enrolada."

A força da empresa são as ferramentas e máquinas utilizadas. Estas são invejadas por todos os fabricantes de bracelete de relógio no Extremo Oriente. "Nossos cortadores de metal em chapas mais antigos são da década de 1930. Nenhuma máquina atual consegue obter os mesmos resultados. É por isso que atuamos como correspondentes para muitos designers que desejam desenvolver novas idéias de pulseiras de metal para seus relógios. Também oferecemos soluções para problemas específicos, como, por exemplo, o relógio para mergulho."

Os mesmos padrões de qualidade possuem também os braceletes de metal clássicos, como relevou Hansjörg Vollmer: "cada uma das ligações que forma o bracelete é cortada individualmente a partir de uma lâmina de metal, que possui entre 2mm e 4mm de espessura, e depois é pressionada para adquirir a forma desejada. Também podem ser perfuradas com uma máquina ou lixadas com uma barra adicional para adquirirem um perfil. Após este processo, os componentes são unidos."

Artesão de metal Vollmer

Neste momento, as bordas das peças de juntas individuais, ou ligações, estão afiadas e possuem uma superfície áspera. As ligações são polidas e adequadas à forma desejada. Para segurar e aparafusar as peças precisamente pequenos orifícios devem ser feitos.A forma final do bracelete de metal é moldada a partir de uma parte fina de metal e por meio de uma pressa é dada a forma de pequena unidades.No final do processo, as bordas e superfícies se tornam suaves e lisas.

Outra especialidade da Aristo Vollmer são pulseiras de metal com peças sólidas unidas com uma lâmina de metal enrolada. Hansjörg Vollmer descreveu as fases típicas deste trabalho: "primeiro coloco duas partes maciças à esquerda e à direita em uma lâmina de metal em forma de U. Ambos os lados da lâmina são enrolados para dentro com uma prensa e conectam firmemente as ligações. Desta mesma forma, ou seja, segurando, prensando e aparafusando as peças, é que colocamos os fechos nos braceletes." A maioria das pulseiras de relógios fabricadas com ligas de metal adquirem sua beleza final por meio do acetinado, polimento ou por galvanização.

Por outro lado, o que chama a atenção nos braceletes Milanesa é sua estrutura lisa e finamente traçada. O nome é inspirado no seu lugar de origem, Milão. As matérias-primas utilizadas são aço inoxidável , titânio e metais não preciosos com uma espessura entre 0,28 e 2 mm, que são fornecidos em fio, enrolados em bobinas de cerca de 20 cm de altura.

Braceletes de malha milanesa

Durante a fabricação, a bobina que contém o fio é colocada na máquina Milanesa, que funciona como uma máquina de costura passando o fio. Este é convertido em uma espiral uniforme, avança e é cortado com um certo comprimento. Após esse processo, a máquina faz a segunda espiral que será cortada com o mesmo comprimento da primeira. Outra espiral segue a segunda que posteriormente irá para dentro da anterior e cortada. Esse processo é repetido várias vezes. Deste modo se formará um tapete que consiste de muitas espirais entrelaçadas.

Quando este tapete atingir um certo tamanho, o tecido de aço é cortado em tiras. É preciso muita habilidade para trabalhar com esta bobina de bordas afiadas, pois o corte precisa ser sempre o mesmo e às vezes é difícil reconhecer esse tamanho exato. As peças obtidas assim são relativamente pequenas e serão unidas manualmente a uma grande pulseira, conectando as em outra espiral igualmente forte e unindo as extremidades sem união aparente. As bordas desta pulseira de malha de metal são cortadas, embora ainda sejam bastante afiadas e desiguais. Portanto, o material será passado manualmente por um disco de moagem.

Cronógrafo Vollmer

Em seguida, as extremidades das espirais são fechadas de tal maneira que não poderão mais ser abertas e a malha de aço não poderá se desenrolar. As bordas serão pressionadas para torná-las lisas e compactas. Quando o aço inoxidável é utilizado, ele deve ser recozido após cada passo. Para neutralizar a tensão resultante da deformação, a malha de aço é passada automaticamente por um forno de 3 metros de comprimento a 1050 graus Celsius. Após este procedimento, a malha passa através dos rolos de uma máquina que está em constante movimento e produz uma batida forte, tornando, assim, a malha de aço flexível. No caso de peças de ouro, finas ou fragéis este procedimento deve ser realizado manualmente. Além disso, o material da pulseira Milanesa é esticado várias vezes em cabo de plástico e levemente curvado em uma direção.

Os passos seguintes melhoram a aparência visual da Milanesa. O material pode ser moldado antes de serem colocadas as peças finais e os fechos dobravéis. O polimento final acrescenta a verdadeira beleza deste bracelete. A grande quantidade de tempo exigida durante a fabricação deste bracelete é uma das razões pelas quais os braceletes Milanesa são mais caros do que outros tipos de pulseiras de metal.

Uma boa pulseira de relógio de malha é facilmente reconhecida por sua consistência, estabilidade e por sua borda lisa. Deve ser flexível em uma direção e se unir perfeitamente ao pulso. Também é importante que o bracelete de metal se ajuste confortavelmente, o que geralmente é obtido com a ajuda de um fecho dobrável e com um elo adjacente de ligação removível. As malhas Milanesa de boa qualidade se sujam com mais facilidade do que outras pulseiras de metal, mas podem ser facilmente lavadas com um pouco de água e uma escova macia. O mesmo método é usado para limpar pulseiras com elos de metal.

Como se pode reconhecer a qualidade de uma pulseira de metal? Os braceletes sólidos de metais preciosos são os de maior valor. Além disso, o comprador deve observar se as peças metálicas de ligação têm formato arredondado, sem bordas afiadas e se foram trabalhadas de maneira perfeita. Também deve verificar se o comprimento da pulseira é ajustável. Hansjörg Vollmer enfatiza a importância de um aspecto que geralmente é ignorado quando se julga a qualidade de um bracelete: "o fecho dobrável deve ser funcional, sólido e estável. Pois esta é a parte do relógio mais utilizada."

A forma segue a função

Aristo Vollmer é um fabricante de braceletes de metal para relógio com sede em Pforzheim na Alemanha e fornecedor de pulseiras para conhecidas marcas de relógio. O engenheiro e antigo chefe da empresa, Hans Vollmer se sente muito feliz pelo renascimento da pulseiras de metal para relógio de malha em filigrana no relógios de luxo.

Bracelete de metal Vollmer

Seu filho e presidente da empresa esportiva ARISTO Watch, Hansjörg Vollmer, já inspirou a fabricação de um novo bracelete. O fecho deve ser fácil de usar e devem ser usadas apenas pequenas peças de ligação para que o bracelete se ajuste facilmente ao pulso. O modelo deve ser discreto, atemporal e funcional. Deve seguir a filosofia da empresa: "a forma segue a função".

Quando Hans Vollmer apresentou o seu estudo sobre design de braceletes de relógio em 2004, o nome da pulseira foi escolhido com unanimidade: Aristo Vollmer Short Easy System. Os elos de ligação não são perceptíveis no pulso e seu comprimento é adequado para um maior conforto durante o uso. O resultado é um bracelete de aço inoxidável que se sente como "uma peça".

Após várias tentativas baseadas em vários protótipos, a manufatura Aristo Vollmer oferece agora três modelos com o seu único Short Easy System:

  • Um bracelete de malha estilo Milanesa
  • Um bracelete de filigrana com anéis duplos
  • Um bracelete de aço feito com peças individuais uniformemente unidas entre si